domingo, 3 de julho de 2016

Nunca mais.

Nunca mais outra procura.
Nunca mais o perdão.
Nunca mais o doar sincero.
Nunca mais o esquecimento dos erros passados.
Nunca mais a carícia ao escrever.
Nunca o amor sem retribuição.
Nunca mais a espera do que jamais viria.
Nunca mais a gentileza e o cuidado.
Nunca mais a sinceridade e a espontaneidade.
Nunca mais o carinho leal.
Nunca mais a utopia.
Nunca mais o mesmo olhar.
Nunca mais o acreditar.
Nunca mais o aceitar de volta.
Nunca mais o meu melhor.
Nunca mais a amizade real.
Nunca mais...

Hoje não tem abraços,Nunca mais!!!
Só Adeus.

Rosangela Lessa

Lembranças de uma infância feliz

Hoje em dia parece que a palavra infância virou sinônimo de um tempo antigo, como se virasse quase uma lenda! Poucas são as crianças qu...