segunda-feira, 20 de julho de 2015

Amizade.

Para que serve um amigo?

Para rachar a gasolina, emprestar a prancha, recomendar um disco, dar carona pra festa, passar cola, caminhar no shopping, segurar a barra. Todas as alternativas estão corretas, porém isso não basta para guardar um amigo do lado esquerdo do peito.
Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu em seu último livro, "A Identidade", que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Chama os amigos de testemunhas do passado e diz que eles são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra seus inimigos.
Verdade verdadeira. Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está sendo contruído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão. Veremos.
Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos.
Um amigo não empresta apenas a prancha. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta.
Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país.
Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu.
Um amigo não passa apenas cola. Passa contigo um aperto, passa junto o reveillon.
Um amigo não caminha apenas no shopping. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado.
Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o tranco, o palavrão, segura o elevador.
Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. Se tiver um, amém.

(Martha Medeiros)
Crônica Entre amigos.


Um beijo e meu muito obrigada a quem faz a diferença em minha vida.

Feliz dia do Amigo!!!


sábado, 11 de julho de 2015

Despertar

"A vida ensina, pelo amor ou pela dor.
Segue teu caminho hoje, fiel aos teus valores e não te justifiques para ninguém.
As almas afins se sentem, as outras nunca entenderão..."
(Carolina Salcides)

Na minha vida tenho tido momentos muito felizes, outros mais ou menos e outros que ficaram no passado( esses são os piores).
Hoje o que mais quero é continuar vivendo nessa paz e sendo amada e amando quem me faz bem.
Acredito que isso seja reflexo do que quero atrair , pois nós só convivemos com aquilo que nossa alma deseja, e o que mais tenho desejado é não conviver com pessoas que despertam o pior de mim.
Sim, parece ser meio forte o que disse, mas na realidade as pessoas que fazem parte de nossa vida são as que ou despertam o melhor ou o pior de nós mesmas.
Não que nossa existência seja totalmente guiada pelas ações do outro.
Mas se prestarmos atenção veremos que vivenciarmos a presença de algumas pessoas em especial nos tornam mais amáveis, mais amorosas e mais felizes.
Talvez porque quando nos sentimos bem com alguém a vontade de mostrarmos o melhor de nós cresce. Enquanto na presença de outros , mesmo que tenhamos uma alma boa e gentil, essas tais pessoas nos afloram o que temos de mais mesquinho e ruim.
Por isso quando sentires que alguém lhe faça agir assim, o melhor é pedir a Deus que afaste essas pessoas de sua vida.
Pode parecer até ruim no começo, pois todos vivemos em busca de carinho, atenção, respeito e lealdade (o que não será jamais o que pessoas assim nos oferecerão), mas no final confie no que digo, pois será a melhor coisa que aconteceu em sua vida.
Pois a vida pede leveza, harmonia, calor humano, respeito, solidariedade, muito amor e amizades sinceras.
E isso que desejo a todos, sempre o melhor para vocês e de vocês para o mundo.


Abraços

Rosangela Lessa

Poesia

Quero dividir com voces esse lindo poema da MARAVILHOSA poetiza ,atriz e tambem cantora Elisa Lucinda. É simplesmente tudo que eu gostaria...