terça-feira, 21 de junho de 2011

Desnudar-se

"Multipliquei-me, para me sentir


Para me sentir, precisei sentir tudo,

Transbordei, não fiz senão extravasar-me,

Despi-me, entreguei-me,

E há em cada canto da minha alma um altar a um deus diferente."



Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)
 

2 comentários:

  1. Parabéns, Rosângela.
    Lindo poema do Pessoa, bela escolha.
    Para sentir intensamente o calor de uma paixão é preciso despir o coração e transbordar os desejos.
    Abç, com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Tu sempre sabes como tocar o coração da gente mana, sem esforço algum! Divino este poema.
    Agora só espero que a madame atualizeeeee o blog, temos fome dele!!

    Bjão maninha

    ResponderExcluir

Poesia

Quero dividir com voces esse lindo poema da MARAVILHOSA poetiza ,atriz e tambem cantora Elisa Lucinda. É simplesmente tudo que eu gostaria...