terça-feira, 22 de setembro de 2009

Dia Mundial Sem Carro


Precisa de um pretexto para levar uma vida mais saudável? Dia 22 de setembro é o Dia Mundial sem Carro - um movimento que começou na França em 1998 e hoje é sucesso em grandes capitais do mundo. O objetivo é estimular o uso do transporte público e outras alternativas de locomoção, como a bicicleta e a caminhada em trajetos curtos. Os benefícios? A diminuição dos índices de poluição atmosférica. E mais qualidade de vida.


Os transportes produzem cerca de 70% da poluição do ar nas cidades. Para transportar o mesmo número de pessoas que um ônibus, um carro ocupa oito vezes mais espaço na rua. Segundo pesquisas do World Resources Institute, a produção de energia obtida com a queima de combustíveis fósseis, os vilões causadores do efeito estufa, cresceu 42% entre 1980 e 2002. A previsão é que, até o ano 2050, esse índice alcance 230%.


Em São Paulo




Desde 2007, a cidade com a maior frota de carros do país participa do Dia Mundial Sem Carro. Este ano, a participação se dará através de entidades que, com o apoio da Prefeitura Municipal, distribuem materiais sobre educação no trânsito e mobilidade urbana. Na Marginal Tietê, a organização não-governamental SOS Mata Atlântica organiza uma manhã de lazer com caminhadas e banhos de sol. Às 20h, uma "bicicletada" está prevista para a esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação. Não haverá programação especial de trânsito para a data. A São Paulo Transportes (SPTrans), a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o Metrô vão circular com a mesma frota.


O Rio


Desde 2007, a cidade com a maior frota de carros do país participa do Dia Mundial Sem Carro. Este ano, a participação se dará através de entidades que, com o apoio da Prefeitura Municipal, distribuem materiais sobre educação no trânsito e mobilidade urbana. Na Marginal Tietê, a organização não-governamental SOS Mata Atlântica organiza uma manhã de lazer com caminhadas e banhos de sol. Às 20h, uma "bicicletada" está prevista para a esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação. Não haverá programação especial de trânsito para a data. A São Paulo Transportes (SPTrans), a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o Metrô vão circular com a mesma frota.

Desde 2007, a cidade com a maior frota de carros do país participa do Dia Mundial Sem Carro. Este ano, a participação se dará através de entidades que, com o apoio da Prefeitura Municipal, distribuem materiais sobre educação no trânsito e mobilidade urbana. Na Marginal Tietê, a organização não-governamental SOS Mata Atlântica organiza uma manhã de lazer com caminhadas e banhos de sol. Às 20h, uma "bicicletada" está prevista para a esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação. Não haverá programação especial de trânsito para a data. A São Paulo Transportes (SPTrans), a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e o Metrô vão circular com a mesma frota.

O Rio de Janeiro aderiu à campanha. Segundo a Secretaria Municipal de Transporte, 20% dos cariocas utilizam carro nos trajetos diários. Para estimular as pessoas a utilizarem o transporte público nesta data, a prefeitura do Rio colocou mil ônibus a mais nas ruas. Outra ação adotada é a proibição do estacionamento nos prédios públicos municipais. Ficará fechado o estacionamento no quadrilátero que tem como limite a Rua Santa Luzia, a Avenida Presidente Antônio Carlos, a Rua da Assembleia e a Avenida Rio Branco, todas no centro do Rio - ao todo são 18 ruas no Centro que estarão bloqueadas para carros. Em algumas ruas secundárias de Copacabana, um novo limite de velocidade foi fixado (e a medida é definitiva): 30km/h. A ideia é incentivar o uso das vias pelos ciclistas. Mais: no Buraco do Lume, também no Centro, haverá atividades culturais e educativas das 9h às 17h, um convite à reflexão sobre o uso excessivo dos carros. Já a Secretaria de Educação promove, junto aos alunos da rede municipal, um concurso de cartazes com o tema "Dia Mundial Sem Carro". Os melhores trabalhos serão premiados com bicicletas. Participe!Detalhe: O prefeito do Rio, Eduardo Paes, encarou o tempo nublado e chuvoso e fez o circuito de bicicleta entre a residência oficial da Gávea Pequena e o Palácio da Cidade, em Botafogo.No Brasil, outras cidades participantes são: Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre. Mas é claro que qualquer pessoa, em qualquer lugar do planeta, pode aderir ao movimento. E aí, se animou? Vamos nessa!

Uma imagem vale mais que mil palavras

Valeu !!